Alunos do Matéria-Prima visitam o Viveiro Equilíbrio Verde

Nos dias 27 e 28 de fevereiro, 58 alunos do Matéria-Prima (participantes do Ateliê Itapevi + Verde) visitaram o viveiro da organização Equilíbrio Verde – focada no desenvolvimento sustentável e especializada em projetos ambientais que visem à recuperação de áreas degradadas, produção de mudas (espécies nativas, exóticas e ornamentais), recuperação e proteção de nascentes, rios, lagos e encostas.

Os visitantes foram recepcionados e orientados pelo engenheiro florestal Ralph Bosqueiro e sua assistente, Simone.

As crianças puderam conhecer algumas variedades de sementes que encontramos na natureza. Encantaram-se com a semente de araribá, que possui uma estrutura semelhante a asa de um pássaro e, quando jogada para o alto, desce rodopiando (mecanismo da espécie para lançar suas sementes para longe e aumentar a probabilidade de germinação); testaram o olfato e o paladar com a semente de jatobá; sentiram as estruturas pontiagudas do fruto da castanha portuguesa (recurso da espécie para evitar predadores); aprenderam que a semente de “sabão-de-soldado” era utilizada pelos soldados para lavar roupa (pois friccionada em contato com a água libera uma espuma semelhante ao sabão), e conheceram também sementes de goiaba, flamboyant, ipê, jacarandá, alfeneiro, etc.

Foram apresentados também a mudas de pitangueira (com cerca de 2,5 m), de pau-brasil (uma espécie em extinção) e ao urucum, muito utilizado pelos índios para as pinturas de guerra e por nós na culinária.

Percorreram ainda uma trilha, onde observaram que as folhas e galhos em decomposição servem como adubo para as plantas da floresta, e as árvores são lar de vários seres vivos, plantas menores e insetos. Ainda na trilha, conheceram os diferentes tipos de folha, suas formas, texturas e tamanhos.

Terminada a trilha, caminharam rumo ao “berçário”, onde se dá a semeação e as mudas pequenas ficam protegidas pelo sombrite (imita o sombreamento do dossel da mata). Neste local são produzidas 160 espécies nativas. Ainda nessa etapa os jovens conheceram o interessante processo de irrigação das mudas feita por meio do aspersor: um sistema programado e automatizado.

Para finalizar a visita, cada jovem plantou em um vaso uma muda de pata-de-elefante, que puderam levar para casa junto com tanto aprendizado e memórias dessa divertida expedição!

Publicado em março 8, 2012, em Ateliê Itapevi + Verde, Matéria-Prima Itapevi e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. tanto a aniciativa da Matéria-Prima como os responsaveis pela empresa Equilibrio Verde estão de parabens por tal iniciativa, pois é mostrando para nossas crianças a importância do meio ambiente que consiguiremos no futuro um mundo mais feliz e verde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: