Arquivos do Blog

Visitas culturais do MP no Ar e do MP Encena

Mais duas visitas realizadas pelo Ateliê Matéria-Prima no Ar serão temas de matérias na revista eletrônica “Abre-te Cérebro”: a 32ª Bienal de São Paulo, em 14 de setembro, e o CineSesc, em 18 de setembro. A educadora Renata Melo também levou os participantes do Ateliê Matéria-Prima Encena ao teatro do Sesc Santo Amaro para assistir à peça “A famosa invasão dos ursos na Sicília”, no dia 22 de setembro.

Anúncios

Boas-vindas às crianças e encontro com os pais

O segundo semestre no Matéria-Prima Itapevi começou com uma semana de boas-vindas. Entre os dias 1 e 5 de agosto os ateliês prepararam atividades especiais voltadas ao tema “delicadeza”. Crianças e e educadores também se reuniram no dia 4 para a 2ª assembleia do ano. E em 27 de agosto foi realizado o 7º encontro de pais, com a segunda etapa da oficina de bonecos do Ateliê Matéria-Prima Encena.

Encontros para reunir pais, responsáveis e familiares no MP Itapevi

O Matéria-Prima Itapevi tem um sábado reservado a cada mês para um encontro com os pais, responsáveis e familiares das crianças participantes. Os encontros de pais começam com um café da manhã e uma conversa com a coordenação. Em seguida, um dos educadores apresenta o ateliê pelo qual é responsável e realiza uma dinâmica com os participantes. É uma forma de integrá-los às atividades do MP Itapevi e mostrar um pouquinho do que acontece nos ateliês. Cerca de 60 pais, responsáveis e familiares participaram de seis encontros no primeiro semestre deste ano. Veja como foram!

1º encontro: Em fevereiro houve dois encontros de pais. O primeiro aconteceu no dia 13 e foi conduzido pela coordenação do MP Itapevi. A equipe falou sobre os ateliês e as atividades que serão realizadas ao longo do ano, além de apresentar os educadores e a equipe do MP Itapevi.

2º encontro: No dia 27 de fevereiro, a educadora Simone Medeiros, do Ateliê de Percussão, explicou cada instrumento utilizado pelo Bloco MPI no Ateliê. Ela também fez uma oficina em que os pais, responsáveis e familiares tocaram uma música usando o corpo como instrumento, batendo as mãos e os pés.

3º encontro: O encontro seguinte aconteceu em 26 de março e contou com dois educadores. Edson Santos, do Ateliê de Capoeira, mostrou movimentos e instrumentos tocados na roda de capoeira e convidou alguns participantes para fazer os movimentos junto com ele. Roberta Fortunato se apresentou como a nova educadora do Ateliê Arte na Cidade e compartilhou os trabalhos que as crianças tinham feito até o momento.

4º encontro: As educadoras Catiusca Borges, Maria Lúcia Vidal e Renata Melo organizaram uma atividade do Ateliê de Linguagem com os pais, responsáveis e familiares no dia 30 de abril. Eles escreveram uma nova versão da fábula “O leão e o ratinho” e compartilharam com o grupo. Catiusca, Maria Lúcia e Renata também deram sugestões de coisas que a família pode fazer em casa para ajudar as crianças a melhorar a leitura e a escrita.

5º encontro: O Ateliê Canto em Grupo foi o tema do 5º encontro, realizado em 21 de maio. O educador Daniel Reginato conduziu jogos musicais e uma brincadeira de mímica e imitação. Depois ele ensinou a música “Maracangalha”, de Dorival Caymmi, para que todos os participantes cantassem em coro.

6º encontro: No último encontro do semestre, em 25 de junho, a educadora Renata Melo e os participantes do Ateliê Matéria-Prima Encena realizaram a primeira etapa da oficina de bonecos de materiais recicláveis junto com os pais, responsáveis e familiares. Eles vão terminar de construir seus bonecos no próximo encontro de pais, que acontece em agosto.

Crianças e idosos montam bonecos juntos em oficina no CCI

Cerca de 40 idosos participaram de uma oficina diferente no Centro de Convivência do Idoso de Itapevi (CCI). As crianças do Ateliê Matéria-Prima Encena, do Matéria-Prima Itapevi, e a educadora Renata Melo visitaram o CCI para ensinar os idosos a confeccionar bonecos com materiais recicláveis. A oficina aconteceu em cinco encontros de manhã e à tarde, realizados nos dias 17, 24 e 31 de maio e 7 e 21 de junho.

A técnica utilizada pelas crianças foi a mesma que elas usaram no Ateliê para construir os fantoches que serão usados nas encenações do segundo semestre. A garotada orientou os idosos do CCI a fazer os bonecos com garrafa PET, fita crepe, jornal e filtro de café de papel. Depois, os idosos pintaram seus bonecos e colocaram uma roupinha neles para dar o toque final – Renata pediu para uma costureira fazer as roupas especialmente para a oficina. Tanto as crianças quanto os idosos curtiram muito essa experiência!

Últimas atividades do semestre nos ateliês do Matéria-Prima Itapevi

Apresentação de canto, piquenique, oficinas com os pais… Teve muita coisa bacana na última semana de atividades do semestre no Matéria-Prima Itapevi! A gente já contou como foi a exposição do Ateliê Arte na Cidade nesta matéria. Agora você vai conferir o que aconteceu nos outros ateliês.

O Ateliê de Linguagem teve encerramentos diferentes nas três turmas. A turma A, da educadora Maria Lúcia Vidal, dedicou o mês de junho para estudar textos relacionados à Festa Junina, como letras de músicas e receitas. Eles fizeram cartazes para anunciar a Festa Julina do MP Itapevi e, no último dia, prepararam uma receita de pé-de-moça para servir na festa. As crianças da turma B escreveram novos finais para três lendas e mitos estudados no semestre com a educadora Renata Melo. Na turma C, os meninos e meninas fizeram apresentações orais das resenhas que escreveram sobre três filmes de curta-metragem. A educadora Catiusca Borges também sorteou livros que fizeram parte do projeto “Eu te levo, você me leva” entre a garotada. Os textos que as três turmas escreveram durante o semestre foram expostos em um mural no MP Itapevi.

Os pais e responsáveis do pessoal do Ateliê Matéria-Prima Encena participaram de uma oficina de bonecos feitos de materiais recicláveis. Os filhos ensinaram os familiares a construir fantoches de monstros e extraterrestres, e o trabalho será finalizado em uma segunda oficina em agosto. A educadora Renata Melo disse que os bonecos que serão utilizados nas apresentações do segundo semestre já estão prontinhos! No Ateliê Itapevi + Verde, o educador Bruno Helvécio organizou um delicioso piquenique de frutas com as crianças na EE Paulo de Abreu.

A garotada do Ateliê Canto em Grupo e o educador Daniel Reginato selecionaram algumas músicas do repertório do primeiro semestre para apresentar aos participantes e funcionários do MP Itapevi, como “Samba de Maria Luiza”, de Tom Jobim, “Mas que nada”, de Jorge Ben Jor, e “Samba da Bênção”, de Vinicius de Moraes. O Bloco MPI, do Ateliê de Percussão, aproveitou para ensaiar junto com a educadora Simone Medeiros as músicas da apresentação que encerrou o semestre, realizada na Festa Julina do MP Itapevi. Os Ateliês de Capoeira, do educador Edson Santos, Era Uma Vez…, do educador Márcio Maracajá, e Matéria-Prima no Ar, da educadora Renata Melo, já finalizaram o percurso de atividades do primeiro semestre.

MP Encena: teatro de bonecos com fantoches de materiais recicláveis

Depois do sucesso da turnê de teatro de sombras no ano passado, o Ateliê Matéria-Prima Encena traz o teatro de bonecos para o Matéria-Prima Itapevi. Além de encenar duas peças, as crianças estão envolvidas em todas as etapas da produção, incluindo a criação dos fantoches que serão usados, feitos de materiais recicláveis.

Primeiro, a educadora Renata Melo apresentou algumas peças ao pessoal e pediu para que eles escolhessem duas para encenar. As histórias selecionadas foram “Três velhas tecelãs”, sobre uma jovem que ganha a ajuda de três senhoras para resolver um desafio do rei; e “Histórias dos tempos de calor e frio”, inspirada em uma lenda da Grécia Antiga que conta como surgiram as estações quentes e frias do ano.

Os personagens das histórias foram divididos entre as crianças para que elas pensassem e desenhassem um projeto de como seriam seus fantoches. Renata combinou com os participantes do Ateliê de trazer os materiais recicláveis de casa, e todo mundo colaborou! Agora a turma está confeccionando os bonecos, que são feitos assim: o corpo é de garrafa PET, coberto por fita crepe. O fantoche recebe olhos, orelhas, boca e outras partes do corpo feitas com bolinhas de jornal e coladas com fita crepe. Depois, tudo é coberto com filtro de café de papel e pintado.

No final do primeiro semestre, a turma irá ensinar os pais e idosos de um centro de convivência a fazer seus bonecos também. O segundo semestre será dedicado aos ensaios para as apresentações de final de ano. Para completar, os fantoches serão doados a algumas escolas de Itapevi.