Arquivos do Blog

Por dentro do processo de criação da revista eletrônica “Abre-te Cérebro!”

Sites, blogs, redes sociais, YouTube, publicações online… A quantidade e a variedade de conteúdo disponível na internet são enormes. E também é cada vez maior o número de crianças e jovens que acessam informações pela rede. A última pesquisa TIC Kids Online Brasil, realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) com o apoio da UNESCO, mostrou que 20,5 milhões de brasileiros e brasileiras entre 10 e 17 anos têm acesso à internet, sendo que 81% deles utilizam todos os dias. O Ateliê Matéria-Prima no Ar oferece às crianças do Matéria-Prima Itapevi uma imersão no mundo digital e a experiência de serem autoras de uma revista eletrônica: “Abre-te Cérebro!”.

O processo de produção da revista acontece ao longo de todo o ano, com a participação intensa das crianças em todas as etapas. O primeiro semestre é dedicado a atividades como leitura de livros, jornais e revistas, exibição de filmes e curtas-metragens, pesquisas na internet, discussões sobre temas em destaque na imprensa, entre outras. “Fazemos várias leituras e atividades para definir o que vamos explorar na revista”, explica a educadora Renata Melo. “A ideia é que os temas surjam a partir das nossas conversas.”

Além das sugestões de Renata e dos participantes do ateliê, muitas pautas são inspiradas na vivência das crianças no Matéria-Prima Itapevi. A edição deste ano, por exemplo, contará com uma matéria sobre mitos, tema que está sendo explorado no Ateliê Arte na Cidade, e uma entrevista com os pilotos da Stock Car Max Wilson e Ricardo Mauricio, que visitaram o MP Itapevi em setembro.

Os participantes realizam diversos procedimentos para elaborar o conteúdo da revista. As reportagens são feitas a partir de pesquisas, visitas e entrevistas (pessoalmente ou via Skype) que a turma toda realiza junta. As entrevistas são gravadas em áudio e as visitas são fotografadas pelas crianças. Depois, elas escolhem as matérias que gostariam de escrever e trabalham em grupos. Os áudios das entrevistas são divididos em partes para os participantes transcreverem e utilizarem nos textos. As matérias passam por três revisões: uma individual (feita por cada membro do grupo), uma de Renata e uma coletiva.

A educadora também faz uma edição final no texto para publicá-lo na revista. “Eu só faço algumas edições para deixar o texto mais claro e para manter uma linguagem padrão entre as matérias”, diz. As crianças também colaboram ativamente na etapa de diagramação. Elas são as responsáveis pela escolha das imagens e avaliam as cores e fontes que serão utilizadas. Renata ainda apresenta alguns conceitos de diagramação para as crianças praticarem no PowerPoint. Além disso, elas têm contato com vários sites e plataformas online ao longo do processo, como redes sociais e YouTube.

A experiência da revista ajuda os participantes a desenvolverem habilidades essenciais para qualquer atividade que eles realizem no futuro: trabalho em grupo, leitura e escrita, elaborar perguntas e escutar atentamente as respostas, pesquisar e organizar os conteúdos… A responsabilidade e o comprometimento também são fundamentais neste processo. “Eles entendem que não dá para fazer qualquer coisa e de qualquer jeito, porque será publicado na internet, onde todo mundo pode ler, e precisa ter qualidade.”

Ficou curioso para saber como é a revista “Abre-te Cérebro!”? Aproveite e confira neste link a mais nova edição da revista eletrônica, publicada neste mês pelo ateliê.

abre-te-cerebro-7

Visitas culturais do MP no Ar e do MP Encena

Mais duas visitas realizadas pelo Ateliê Matéria-Prima no Ar serão temas de matérias na revista eletrônica “Abre-te Cérebro”: a 32ª Bienal de São Paulo, em 14 de setembro, e o CineSesc, em 18 de setembro. A educadora Renata Melo também levou os participantes do Ateliê Matéria-Prima Encena ao teatro do Sesc Santo Amaro para assistir à peça “A famosa invasão dos ursos na Sicília”, no dia 22 de setembro.

MP no Ar: reportagens para “Abre-te Cérebro!”

Os participantes do Ateliê Matéria-Prima no Ar, do Matéria-Prima Itapevi, e a educadora Renata Melo conheceram o Planetário Professor Aristóteles Orsini, no Parque Ibirapuera, e o Instituto Chão. O intuito das visitas, realizadas nos dias 13 e 31 de agosto, foi produzir reportagens para a próxima edição da revista eletrônica “Abre-te Cérebro!”.

Últimas atividades do semestre nos ateliês do Matéria-Prima Itapevi

Apresentação de canto, piquenique, oficinas com os pais… Teve muita coisa bacana na última semana de atividades do semestre no Matéria-Prima Itapevi! A gente já contou como foi a exposição do Ateliê Arte na Cidade nesta matéria. Agora você vai conferir o que aconteceu nos outros ateliês.

O Ateliê de Linguagem teve encerramentos diferentes nas três turmas. A turma A, da educadora Maria Lúcia Vidal, dedicou o mês de junho para estudar textos relacionados à Festa Junina, como letras de músicas e receitas. Eles fizeram cartazes para anunciar a Festa Julina do MP Itapevi e, no último dia, prepararam uma receita de pé-de-moça para servir na festa. As crianças da turma B escreveram novos finais para três lendas e mitos estudados no semestre com a educadora Renata Melo. Na turma C, os meninos e meninas fizeram apresentações orais das resenhas que escreveram sobre três filmes de curta-metragem. A educadora Catiusca Borges também sorteou livros que fizeram parte do projeto “Eu te levo, você me leva” entre a garotada. Os textos que as três turmas escreveram durante o semestre foram expostos em um mural no MP Itapevi.

Os pais e responsáveis do pessoal do Ateliê Matéria-Prima Encena participaram de uma oficina de bonecos feitos de materiais recicláveis. Os filhos ensinaram os familiares a construir fantoches de monstros e extraterrestres, e o trabalho será finalizado em uma segunda oficina em agosto. A educadora Renata Melo disse que os bonecos que serão utilizados nas apresentações do segundo semestre já estão prontinhos! No Ateliê Itapevi + Verde, o educador Bruno Helvécio organizou um delicioso piquenique de frutas com as crianças na EE Paulo de Abreu.

A garotada do Ateliê Canto em Grupo e o educador Daniel Reginato selecionaram algumas músicas do repertório do primeiro semestre para apresentar aos participantes e funcionários do MP Itapevi, como “Samba de Maria Luiza”, de Tom Jobim, “Mas que nada”, de Jorge Ben Jor, e “Samba da Bênção”, de Vinicius de Moraes. O Bloco MPI, do Ateliê de Percussão, aproveitou para ensaiar junto com a educadora Simone Medeiros as músicas da apresentação que encerrou o semestre, realizada na Festa Julina do MP Itapevi. Os Ateliês de Capoeira, do educador Edson Santos, Era Uma Vez…, do educador Márcio Maracajá, e Matéria-Prima no Ar, da educadora Renata Melo, já finalizaram o percurso de atividades do primeiro semestre.

Veja como foram as atividades finais nos ateliês do Matéria-Prima Itapevi

As finalizações dos percursos nos ateliês do Matéria-Prima Itapevi envolveram pais, comunidade, funcionários do MP Itapevi e alunos de escolas públicas. E teve muitas coisas bacanas!

O pessoal do Ateliê Arte para Todos caprichou na montagem dos mosaicos, que foram inspirados em contos de fadas. Foram instalados 11 painéis na sede do MP Itapevi e um no CEMEB Vereador Doutor Paulo Ianaconi, representando contos como “Rapunzel”, “João e Maria” e “Branca de Neve”. Para a inauguração dos painéis, teve uma vernissage com lanches deliciosos! As crianças também usaram a técnica de mosaico para redecorar bancos, vasos e um baú que ficam na sede.

Já o Ateliê Era Uma Vez… organizou um banquete de histórias! Os participantes criaram um cardápio para um restaurante de faz de conta, em que as opções de entrada, acompanhamento, prato principal e sobremesa eram histórias. As opções escolhidas pelos “clientes” do restaurante foram encenadas pela meninada do Ateliê. Teve apresentações durante todo o mês de novembro para funcionários do MP Itapevi, pais e moradores da vizinhança. Entre as histórias mais escolhidas estão “A princesa resmungona”, “O macaco do rabo curto” e “O fantasma da bicicleta”.

A EE Paulo de Abreu ganhou dois espaços revitalizados pelo pessoal do Ateliê Itapevi + Verde! Durante o ano todo a turma se empenhou para criar e cultivar jardins de ver e comer nesses dois locais, com hortaliças, temperos, plantas ornamentais e flores. E para dar ainda mais cor aos espaços, eles usaram pneus coloridos para fazer vasos. Os participantes do Ateliê Matéria-Prima no Ar apresentaram a 6ª edição da revista eletrônica “Abre-te Cérebro!” para 76 alunos da EE Doutor José Neyde Cesar Lessa e para crianças e pais do MP Itapevi.

A garotada do Ateliê Matéria-Prima Encena fez uma turnê do teatro de sombras “O pote vazio”, uma adaptação do livro da autora Demi. Foi um sucesso: mais de 1.600 pessoas assistiram! As apresentações aconteceram em quatro escolas municipais e na sede do MP Itapevi, para crianças, pais e funcionários. Eles também realizaram um sarau para os funcionários da sede com histórias curtinhas e bem-humoradas, usando bonecos feitos de materiais recicláveis.

O Bloco MPI, do Ateliê de Percussão, fechou o ano com apresentações e oficinas em duas escolas municipais e na Secretaria Municipal de Educação de Itapevi, além de fazer um cortejo pelas ruas da cidade. As crianças do Ateliê de Capoeira participaram de um festival de capoeira no MP Itapevi organizado pelo educador Edson Santos e por integrantes do grupo ABADÁ-CAPOEIRA.

E o Ateliê Canto em Grupo apresentou um repertório com o tema “Entre bichos e ritmos” na creche do Instituto Madre Elizabete Cerioli, no Centro de Convivência do Idoso de Itapevi e na sede do MP Itapevi, para crianças, pais e funcionários. Entre as canções apresentadas pela garotada estão “O rouxinol”, de Milton Nascimento, “Abri a porta”, de Dominguinhos e Gilberto Gil, e “O buraco do tatu”, de Xavier Bartaburu e Edson Penha.

Um pouco de cada ateliê nos encontros de pais do MP Itapevi

O segundo semestre contou com mais cinco encontros de pais no Matéria-Prima Itapevi (veja como foram os encontros do primeiro semestre). Cada encontro teve cerca de 60 participantes, que puderam conversar com a coordenação sobre as atividades realizadas no MP Itapevi e conhecer os ateliês, além de tomar um delicioso café da manhã. Olha só o que rolou em cada um deles!

6º encontro: No dia 1º de agosto, a coordenação apresentou aos pais as atividades do semestre. Em seguida, as educadoras do Ateliê de Linguagem Maria Lúcia Vidal e Catiusca Borges exibiram a animação “O Farol” e discutiram alguns temas abordados no filme, como vínculos entre pais e filhos e a relação com o mundo e com os outros. Elas também falaram sobre o Ateliê e como foram as atividades com cada turma no primeiro semestre. Para finalizar, os participantes confeccionaram cartões com o tema “O que desejo para meu filho/minha filha?”, que foram expostos na sede do MP Itapevi.

7º encontro: Os pais conheceram a técnica de enfermagem do Instituto Eurofarma Priscila Carvalho de Oliveira, que contou sobre o trabalho que realiza no MP Itapevi. O encontro do dia 29 de agosto também colocou todos os participantes para pôr a mão na massa! O educador Bruno Helvécio, do Ateliê Itapevi + Verde, falou sobre um tema bem discutido atualmente, que é a captação de água da chuva. Além de conferir vídeos e uma cartilha sobre o tema, todo mundo ajudou na manutenção e na ampliação do encanamento da cisterna do MP Itapevi, com a medição dos encanamentos, a preparação dos canos, a criação de dois sistemas de descarte e a higienização da água.

8º encontro: O encontro seguinte foi realizado em 25 de setembro, e foi a vez da educadora Simone Medeiros apresentar o Ateliê de Percussão. Ela explicou a origem do maracatu de baque virado, que as crianças estão praticando neste ano, e falou sobre o produto final do Ateliê: um cortejo pelas ruas de Itapevi. A coordenação ainda apresentou a consultora pedagógica da Eurofarma Ariane Cibele Evangelista Duarte, que está acompanhando as atividades no MP Itapevi.

9º encontro: O encontro do dia 31 de outubro começou com uma conversa entre os pais e a coordenação sobre o andamento dos ateliês. Depois, o educador Edson Santos falou sobre o Ateliê de Capoeira, convidando os participantes a fazer um alongamento e alguns movimentos da capoeira. O dia foi encerrado com uma apresentação de integrantes do grupo ABADÁ-CAPOEIRA, do qual Edson faz parte.

10º encontro: Para fechar o ano, no dia 28 de novembro a coordenação falou com os pais sobre os trabalhos feitos ao longo do semestre e ressaltou a importância da presença deles nos encontros. Os participantes do Ateliê Matéria-Prima Encena fizeram uma apresentação de teatro de sombras com a história “O pote vazio”, da autora Demi. No final, a educadora Renata Melo e a garotada do Ateliê Matéria-Prima no Ar apresentaram a 6ª edição da revista eletrônica “Abre-te Cérebro!”.