Arquivos do Blog

Uma formação de brincadeira!

Mais uma vez, o Instituto Eurofarma está oferecendo uma formação para professores das redes públicas de Itapevi e São Paulo. O objetivo é compartilhar com professores e professoras as estratégias e recursos de ensino utilizados em dois projetos do Instituto, o Matéria-Prima Itapevi e o Ateliê-Escola. Neste ano, a formação é sobre o brincar na escola e está sendo conduzida por Biba Rigo, educadora do Ateliê-Escola.

A formação foi dividida em quatro encontros – em Itapevi, eles começaram no dia 19 de outubro, com a presença da secretária municipal de Educação, Virgínia Soares de Oliveira. O objetivo foi conversar com as professoras sobre a importância das brincadeiras livres na escola e sua relação com a valorização da infância. A cada encontro, Biba apresenta um repertório de brincadeiras e construção de brinquedos e convida as professoras a brincarem junto.

Para a professora Daniela Santos, do CEMEB Rui Barbosa, as brincadeiras realizadas na formação estão fazendo com que as professoras se lembrem do quão prazeroso é brincar. “Infelizmente, no Infantil, muitos professores estão tendo um olhar excessivamente alfabetizador e acabam se esquecendo das brincadeiras”, diz. “O que a gente está percebendo é que os professores estão focados em passar muitos conteúdos para as crianças pequenas. Então a gente está tentando mudar isso, e essas discussões são muito ricas”, acrescenta Edna Duraes de Santana, supervisora de Ensino da Secretaria Municipal de Educação de Itapevi.

A formação em São Paulo acontecerá ao longo do mês de novembro.

Música é o tema da formação de professores em Itapevi

Durante o mês de junho, mais uma formação de professores da rede pública de Itapevi foi realizada pelo Matéria-Prima Itapevi em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME). Os três encontros aconteceram na SME nos dias 12, 18 e 25, reunindo 115 professores de artes da Educação Infantil e do Ensino Fundamental.

O tema desta formação foi “Música na Escola – Um Coro em Cada Escola”. Os participantes conheceram elementos da música, atividades que podem ser feitas em sala e um pequeno repertório para as primeiras aulas.

É um assunto muito importante, já que existe até uma lei que obriga o ensino de música nas escolas. Organizar um coro pode ser um bom caminho para isso! Quem conduziu os encontros foi o maestro Vanderlei Banci, que coordena a área técnica da Escola de Música do Auditório Ibirapuera e é chefe de divisão da área técnica de Artes da Secretaria Municipal de Educação de Guarulhos (SP).

Das ruas para a escola: lambe-lambe no Ateliê Arte para Todos

Assim como o pessoal da EE Amélia Moncon Ramponi fez no primeiro semestre, os participantes do Ateliê Arte para Todos do Ateliê-Escola na EMEF Carlos de Andrade Rizzini e na EMEF João Gualberto do Amaral Carvalho fizeram uma instalação supercolorida nas escolas usando a técnica de lambe-lambe!

O educador Renato Izabela começou o projeto mostrando às crianças várias obras de arte, desde a pré-história até os dias de hoje. Assim, elas ficaram ainda mais próximas do universo das artes visuais. Depois, a turma fez várias atividades de desenho e pintura, que incluíram exercícios com pontos, linhas, retas, curvas, cores e desenhos tridimensionais.

E, finalmente, chegou a hora de conhecer o lambe-lambe! Essa técnica é muito usada nas ruas de grandes cidades para passar uma mensagem, como a divulgação de um evento cultural ou manifestações políticas e sociais. Os participantes do ateliê fizeram pôsteres com suas próprias fotos, todas pintadas com giz pastel, da maneira que preferiram. As crianças participaram da instalação nas escolas, que foi feita usando uma mistura de água e cola para fixar os pôsteres na parede e formar um grande e bonito painel!

Familiares recebem mudas cultivadas pelas crianças no Viveiro Escola

Os pais das crianças que participam do Ateliê Viveiro Escola receberam uma lembrança especial no dia 4 de julho de 2013, quando foram buscar as notas do fim do semestre: mudas plantadas pelos próprios filhos!

A entrega das mudas aconteceu nas EMEFs Alferes Tiradentes e Professor Linneu Prestes para os pais das crianças que participam do Ateliê. Os educadores do Ateliê-Escola falaram aos familiares sobre o projeto e sobre o Instituto Eurofarma e explicaram como deve ser feita a rega das mudas, que foram todas plantadas pelas crianças. Os pais foram convidados a visitar o viveiro e saíram das escolas com plantinhas de manjericão, boldo, couve, trigo e até mesmo sementes de girassol!

A recepção foi positiva e os presentes interagiram bastante! Em várias das salas em que as mudas foram distribuídas, familiares pediram a palavra e explicaram como a participação no Viveiro Escola mudou o comportamento dos filhos para melhor, e que agora eles querem plantar todas as sementes que encontram pela frente!

Este slideshow necessita de JavaScript.