Arquivos do Blog

Dos ateliês do MP Itapevi para pais, comunidade e escolas da cidade

Os ateliês do Matéria-Prima Itapevi encerraram 2017 com projetos e atividades incríveis, finalizados e realizados entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro. E grande parte dos encerramentos não envolveu apenas o pessoal do MP Itapevi: pais, comunidade e escolas do município foram presenteados com apresentações, instalações artísticas, doações de mudas e brinquedos e jogos feitos pelas próprias crianças! Veja só o que rolou em cada ateliê:

Ateliê Arte para Todos: Os grupos da educadora Fúlvia Marchezi pintaram pratos com o tema “O que é que tem de almoço?” e os instalaram no refeitório do MP Itapevi. Eles também confeccionaram bonecos de pano, que foram doados para o CEMEB Vereador Doutor Paulo Ianaconi. Já a turma da educadora Roberta Fortunato deu uma cara nova para um dos muros da EE Paulo de Abreu, com desenhos de plantas e animais presentes em jardins.

Ateliê Canto em Grupo: Os CEMEBs Maestro Gilberto de Pinho, Floriza Nunes de Camargo e Dona Maria Michelotti receberam uma aula-show da garotada do ateliê, com brincadeiras musicais e uma apresentação com o tema “O terno da MPB: 75 anos de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Milton Nascimento”. A turma também se apresentou nos dias 4 e 5 de dezembro em duas unidades da Eurofarma durante o Festival da Eurofarma.

Ateliê de Linguagem: Três produções marcaram o encerramento do ateliê: um repertório de histórias sobre medo e coragem, um scrapbook mostrando os principais acontecimentos em Itapevi neste ano e um baú com jogos de cartas e tabuleiro elaborados pelas crianças. A turma presenteou o CEMEB Professor Paulo Mariano de Arruda com o baú de jogos.

Ateliê Matéria-Prima Encena: A garotada encenou uma versão da peça “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare, para pais, funcionários e participantes do MP Itapevi e para as crianças da creche da unidade da Eurofarma em Itapevi.

Ateliê Matéria-Prima no Ar: Para relembrar todas as produções de texto, entrevistas e saídas pedagógicas feitas durante este ano, a turma fez um vídeo contando tudo o que aconteceu.

Ateliê Era Uma Vez…: O pessoal do ateliê realizou contações de histórias adaptadas do livro “Fábulas Italianas”, de Ítalo Calvino, no CEMEB Professor Paulo Mariano de Arruda e no MP Itapevi. Também foi organizada uma oficina de pizza com os pais e um varal de histórias no lado externo do MP Itapevi, para que qualquer pessoa pudesse levar um exemplar para casa.

Ateliê de Jogos e Brincadeiras: Um divertido circuito com brincadeiras aprendidas ao longo do semestre encerrou as atividades do ateliê!

Ateliê Som e Movimento – Dança: A turma fez uma apresentação animada de coco de roda no MP Itapevi com músicas de Selma do Coco, Renata Rosa e Coco Raízes de Arcoverde.

Ateliê Itapevi + Verde: As crianças realizaram uma doação de mudas para os alunos da EE Paulo de Abreu que também participam do ateliê, para pais e familiares e para moradores da comunidade.

Formação sobre música na escola para professores de Itapevi

Cerca de 180 professores da rede pública de Itapevi participaram de uma formação promovida pelo Matéria-Prima Itapevi em parceria com a Secretaria Municipal de Educação nos dias 2, 9 e 15 de junho. Pelo segundo ano, o tema da formação foi “Música na escola – um coro em cada escola”. Monitores e professores de artes, da Educação Infantil, do Berçário e de Atendimento Educacional Especializado (AEE) conheceram elementos da música, atividades que podem ser realizadas em sala de aula e um pequeno repertório de canções para começar as atividades.

O objetivo da formação foi oferecer elementos básicos para que os professores iniciem ou aperfeiçoem coros nas escolas. Quem deu as formações foi o maestro Vanderlei Banci, que é regente da Orquestra da Vila e gerente técnico da Divisão de Artes da Secretaria Municipal de Educação de Guarulhos (SP). Este é o sétimo ano em que o MP Itapevi promove formações para professores do município.

Colchas de retratos para enfeitar as paredes das escolas

As escolas das turmas participantes do Ateliê Arte para Todos, do Ateliê-Escola, serão enfeitadas com lindas colchas no final do semestre. O mais bacana é que as estampas das colchas serão os rostos das crianças do Ateliê, desenhados por elas mesmas! Mas antes de chegar a esse resultado final, elas estão fazendo diversas atividades para praticar a produção de seus autorretratos.

No começo do ano a garotada fez exercícios do caderno Elementos do Desenho, que explora noções básicas de desenho como linhas e pontos. A educadora Fúlvia Marchezi também auxilia as crianças a lidar com materiais específicos de desenho – o lápis utilizado no Ateliê, por exemplo, é mais macio, e os traços precisam ser mais suaves.

Agora as turmas começaram a treinar seus autorretratos no papel. Tem que observar com muita atenção todos os elementos do rosto para isso, como distâncias, medidas dos olhos, entre outros detalhes. “Quero descaracterizar o que foi aprendido até agora sobre desenho”, diz a educadora. Fúlvia explica que as crianças estão acostumadas a fazer um tipo de desenho que é padrão para crianças. “A ideia aqui é praticar a observação, fazê-los olhar atentamente para algo, e não fazer os mesmos desenhos de sempre. Depois eles vão colocar isso no papel.”

O estilo dos desenhos será totalmente livre para cada um escolher, mas Fúlvia também irá apresentar como referência algumas obras de três artistas que fizeram autorretratos: Frida Kahlo, Pablo Picasso e Amedeo Modigliani. Os autorretratos das turmas do 1º ano serão feitos na madeira, que é mais firme para eles desenharem, e depois serão unidos um ao lado do outro. Já o pessoal do 3º ano desenhará seus autorretratos em pedaços de pano, que serão costurados para formar a colcha.

Crianças contam histórias do bairro e da escola no Ateliê Digital

Neste semestre, as crianças do Ateliê Digital se engajaram na produção de um acervo virtual de histórias do bairro e da escola.

Elas pesquisaram a história do bairro onde vivem e das escolas em que estudam. Depois, produziram pequenos vídeos em que crianças e adultos contam essas histórias. Muita gente participou do processo: professores, diretores, equipes gestoras e, claro, as próprias crianças!

Todos os vídeos serão publicados em um blog que está sendo elaborado pela equipe do Ateliê Digital.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Formação para professores: “A música em sala de aula”

Com o objetivo de contribuir para o cumprimento da lei que estabelece a obrigatoriedade do ensino da música nas escolas, o Instituto Eurofarma está oferecendo gratuitamente aos professores do Ensino Fundamental de Escolas Municipais de São Paulo o curso básico “A música em sala de aula”.
Serão 13 encontros de 2 horas cada – do dia 25/09 a 13/11- que acontecerão na sede do Matéria-Prima São Paulo e serão ministrados pelo professor, arranjador e preparador musical Daniel Reginato.

O primeiro encontro contou com as presenças de Claudia Borges Carlacio Carrara e Elisa Yumiko Yoza Katto, ambas do departamento de projetos especiais da Diretoria Regional de Educação de Santo Amaro-DRE-SA.

Era Uma Vez nas escolas

O Matéria-Prima realiza, anualmente, encontros para formação de professores da rede municipal com o propósito de expandir o trabalho do MP para a cidade de Itapevi.

De 19  a 28 de setembro aconteceu o percurso de contação de histórias, ação que levou contos infantis para as salas de aula de seis escolas municipais de Itapevi: Cemeb Dourina de Gouvêa Nowill, Cemeb Antonio Frederico Castro Alves, Cemeb Santa Paula Elisabete Cerioli, Cemeb Cora Coralina, Cemeb Jardim Vitápolis e Cemeb Chácara Santa Cecília.

Professores e alunos participaram ativamente da contação de histórias, interagindo, dando nomes aos personagens, objetos e lugares, tornando a contação ainda mais envolvente. Esta ação é considerada pela Secretaria Municipal de Educação como uma atividade de formação in situ dos professores da rede municipal de Itapevi.

Os professores participantes receberão certificado da SME pela participação.

Kiara Terra conta histórias no Cemeb Antonio Frederico Castro Alves.

Alunas do Cemeb Antonio Frederico Castro Alves se divertem com a contação de histórias.

Elenira Peixoto conta histórias no Cemeb Jardim Vitápolis.

Alunos do Cemeb Cora Coralina assistem a contadora de histórias Kiara Terra.

DEPOIMENTOS –

“Toda a nossa equipe ficou maravilhada com a riqueza da contação de histórias. A Kiara é realmente uma profissional que sabe encantar não só as crianças, mas também pais e avós. Nós temos o Projeto Leitura que para ser completo deve conter a contação de histórias. E o que me chamou mais atenção foi o fato da Kiara desenvolver um trabalho tão rico e completo com objetos e materiais tão simples. Às vezes utilizamos o fato da falta de local e materiais adequados como desculpas para não realizarmos algumas atividades na escola. E com a vinda da Kiara, essa barreira foi rompida. Gostaríamos muito de poder contar com experiências tão ricas, quanto a contação de histórias. A nossa equipe agradece a oportunidade e parabenizamos a Eurofarma pela iniciativa.”

Maria do Carmo F. Bueno, Professora Coordenadora pedagógica
Cemeb Antonio Frederico Castro Alves

Maria do Carmo F. Bueno – Professora Coordenadora pedagógica.

“O Cemeb Dourina de Gouvêa Nowill teve o privilégio de receber em nossa escola a contadora de histórias Kiara Terra, que, com materiais improvisados, durante a contação construiu cenários com os quais as crianças poderiam usar a imaginação para vivenciar a história. Os alunos foram contemplados com duas histórias: “O rei que ficou cego”, extraída do livro de Ricardo Azevedo, e “A tartaruga que queria voar”, do livro da autora Lygia Fagundes Telles. O que nos impressionou foram os recursos utilizados para a contação das histórias que, aparentemente, não serviam para mais nada e de repente, num ato improvisado, ganhavam vida deixando as crianças entusiasmadas e atraídas pela história. Outro fator observado foi a didática utilizada para que os alunos participassem da história interagindo e dando nomes aos personagens, objetos e lugares, tornando a situação ainda mais envolvente. As crianças ficaram maravilhadas com a forma com que a contadora os convidava a construírem juntos a história, dando oportunidade para elas serem co-autoras desse processo de construção da imaginação. Tal fato proporcionou às crianças momentos de total envolvimento e concentração, fazendo valer a pena cada segundo dessa experiência. Gostaríamos de agradecer a oportunidade que tivemos de participar desse projeto que tornou esse dia único para nós e para nossas crianças.”

Obrigado.

Equipe gestora Elaine Ferreira de Castro e Patrícia Dantas de Sá.
Professores: Adriana Paula, Adriana Pereira, Cleonice, Clóvis, Josilene, Martha, Jaqueline, Roseli, Nero, Viviane Erika, Fabiana, Nely e Vanusa.
Alunos desta unidade escolar.
Cemeb Dourina de Gouvêa Nowill