Arquivos do Blog

Meio ambiente, cultura regional e bichos no Ateliê Canto em Grupo

Neste ano, as atividades do Ateliê Canto em Grupo, do Ateliê-Escola, têm novos temas nas turmas dos educadores George Ferreira e Daniel Reginato. As músicas escolhidas por George seguem o tema “Encantos da natureza”, e falam sobre natureza, meio ambiente e ecologia. Já o repertório que Daniel selecionou mistura ritmos regionais e canções sobre bichos de cada região do Brasil, com o tema “Entre bichos e ritmos”.

George explica que sua proposta é incentivar as crianças a pensar mais sobre a preservação do meio ambiente e lembrar que os seres humanos e a natureza estão conectados. “Esquecemos que a natureza faz parte da gente. Achamos que ela está desvinculada do nosso espaço, com tantos prédios, construções e asfalto, mas ela existe entre nós”, comenta. Os debates sobre esse assunto acontecerão no segundo semestre a partir das letras de canções como “Correnteza”, de Tom Jobim, “O vento”, de Dorival Caymmi, e “Benke”, de Milton Nascimento.

As atividades deste semestre são dedicadas a apresentar a linguagem musical para os participantes do Ateliê, com jogos e brincadeiras que exploram a musicalização, a percussão corporal, a coordenação motora, entre outras habilidades. Para isso, o educador escolheu músicas que são adequadas para quem está iniciando no canto: “Canto do povo de um lugar”, de Caetano Veloso, e “Minha canção”, de Chico Buarque.

As turmas anteriores de Daniel já seguiam um repertório que representava a diversidade cultural do Brasil. Agora ele resolveu incrementar o tema com compositores de cada região e músicas que falam de bichos ameaçados de extinção de biomas do Norte ao Sul do país. Junto às letras das canções, o educador incluiu atividades para serem feitas fora do Ateliê, que envolvem a interpretação da letra, as culturas regionais e as características dos animais. “As professoras também podem aproveitar e relacionar as atividades às matérias em sala”, diz.

Assim como George, Daniel primeiro apresentou a música de Caetano Veloso “Canto do povo de um lugar”. “É simples, mas tem grande representatividade por ser de um compositor do Nordeste que passou a viver no Sudeste”, explica. As crianças também já conversaram sobre as canções “Maracangalha”, de Dorival Caymmi, “Quem não teme a sucuri?”, de Xavier Bartaburu e Edson Penha, e “Eu só quero um xodó”, de Dominguinhos e Anastácia. Além das discussões sobre as letras e ritmos, a meninada faz jogos com movimentos corporais e elementos da música, exercícios vocais e, é claro, pratica o canto.

No final deste semestre, as turmas dos dois educadores vão conduzir oficinas para outros alunos das escolas com jogos e canções que conheceram no Ateliês. E uma grande apresentação será realizada no final do ano para os pais e toda a comunidade escolar.

Recreio nas Férias reúne mais de 1200 crianças

De 23 a 27 de junho, 1221 crianças e jovens de 5 escolas públicas de São Paulo conheceram um pouco mais sobre as atividades realizadas no Matéria-Prima São Paulo com o projeto Recreio nas Férias. Dentro das escolas, os estudantes participaram de ateliês que costumam ser realizados no MPSP. O objetivo foi levar atividades recreativas e educativas aos estudantes durante o período de recesso escolar.

As escolas que receberam os ateliês foram as EMEFs Almirante Silvio Heck (323 crianças), Bernardo O’Higgins (307) e Carlos de Andrade Rizzini (248), CEUs Caminho Do Mar (225) e Alvarenga (90).

As atividades aconteceram durante uma semana, de segunda a sexta. Foram reservadas duas horas (de acordo com a disponibilidade da escola) para as atividades de três ateliês: Era Uma Vez…, Jogos e Brincadeiras e Som e Movimento.

O Ateliê Era Uma Vez… foi dado por três educadores: João Alves, que contou Histórias Espanholas; Carla Kinzo, que levou o tema “O mundo dos livros e suas diversas histórias”; e Suelen Ribeiro, que contou os “Contos e Cantos de Fadas”.

O Ateliê Jogos e Brincadeiras ficou por conta de dois educadores: Luana Batista, que fez brincadeiras e jogos adaptados, e Tábata Vieira, que fez um circuito de brincadeiras adaptadas.

No Ateliê de Som e Movimento rolou uma roda de capoeira, explorando a musicalidade e movimentos alternativos – dados pelo educador César Pedrosa.

Os estudantes também aprenderam noções de educação ambiental com Bruno Helvécio, que organizou jogos sobre o meio ambiente com foco nos cinco sentidos do corpo.

Turmas do Itapevi Mais Verde visitam Parque-Villa Lobos

As turmas da manhã e da tarde do Ateliê Itapevi Mais Verde visitaram o Parque Villa Lobos nos dias 4 e 5 de setembro de 2013. Por lá as crianças visitaram a Villa Ambiental, a horta “Espaço Vida” e fizeram diversas atividades!

Na Villa Ambiental todos participaram de atividades sobre desenvolvimento sustentável, uso da água, vida das plantas, reciclagem, entre outras. Já na visita à horta “Espaço Vida”, eles vivenciaram o ateliê de forma mais ampla: cultivaram plantas, conheceram diferentes espécies e o minhocário, que é uma forma de compostagem orgânica. Os participantes interagiram bastante com os monitores do espaço e demonstraram todo o conhecimento adquirido no Itapevi Mais Verde!

A visita buscou criar uma consciência ambiental nas crianças, que foram orientadas pelos educadores Bruno Helvécio, Renata Melo e Gabriel Daher nos dois dias.