Arquivos do Blog

Ateliê-Escola: acervo em vídeo de histórias de vida e arte nas escolas

Dois ateliês encerraram o primeiro semestre no Ateliê-Escola com produtos finais que deixaram sua marca nas escolas! O educador Lucca Cardoso orientou os participantes do Ateliê Cultura Digital no projeto “Retrato de classe”. As crianças filmaram depoimentos dos participantes do ateliê e de professores das EMEFs Doutor Antônio Carlos de Abreu Sodré, Professor Laerte Ramos de Carvalho e João Gualberto do Amaral Carvalho em que eles contam histórias marcantes de suas vidas. Os vídeos formaram um acervo digital de histórias, que foram exibidas nas escolas e podem ser assistidas neste link.

No Ateliê Arte para Todos, cada escola teve um projeto diferente, conduzidos pela educadora Fúlvia Marchezi. As crianças da EE Professora Amélia Moncon Ramponi se inspiraram no artista catalão Antoni Gaudí para restaurar 28 armários da escola com mosaico e pintura com tinta em spray. Os participantes do ateliê na EMEF Doutor Antônio Carlos de Abreu Sodré imaginaram seres de outro mundo e fizeram um desenho gigante de um deles, que foi pintado com giz de cera, colocado em placas de MDF e será instalado em uma parede da escola. E os muros da EMEF Carlos de Andrade Rizzini foram coloridos com ilustrações dos pequenos de seres rastejantes e voadores.

Anúncios

Festival de Animação, atividades no viveiro e vernissages para fechar 2015

Três ateliês do Ateliê-Escola encerraram as atividades de 2015 com uma programação especial! Veja o que os educadores prepararam para a criançada.

Nos dias 16, 17 e 18 de novembro aconteceu o 2º Festival de Animação do Ateliê Digital. Os participantes assistiram às animações em stop motion criadas pelos grupos nas EMEFs Doutor Antônio Carlos de Abreu Sodré, Carlos de Andrade Rizzini e João Gualberto do Amaral Carvalho e na EE Professora Amélia Moncon Ramponi. Em seguida, o educador Lucca Cardoso anunciou os vencedores de cada categoria: melhor filme, roteiro, trilha ou efeito sonoro, cenografia e o prêmio especial do júri.

Foi a maior empolgação! Algumas crianças até choraram de emoção ao receber as medalhas e troféus. Esta edição do Festival teve como jurados a radialista e fotógrafa Ana Marinovic, a fotógrafa e videomaker Juliana Pera, a produtora de TV Etiene Pimenta e o designer digital Raphael Motti. Você pode conferir as animações das crianças neste site.

No Viveiro Escola foram realizadas atividades diferentes nas escolas participantes nos dias 24 e 26 de novembro. O educador Bruno Helvécio organizou um piquenique de frutas no viveiro da EMEF Alferes Tiradentes, seguido de brincadeiras com as crianças. Na EMEFM Professor Linneu Prestes, duas das turmas plantou mudas nos canteiros preparados durante o semestre junto com o educador Julio Muller. Para encerrar o semestre com as outras duas turmas da EMEFM Linneu Prestes, o educador Pedro Massella preparou chás com as ervas cultivadas no viveiro pelos participantes do Ateliê.

O Ateliê Arte para Todos foi encerrado com vernissages nas EMEFs Professora Maria Lucia dos Santos, Alferes Tiradentes, João Gualberto do Amaral Carvalho e Carlos de Andrade Rizzini. Nos dias 23 e 26 de novembro aconteceram as inaugurações dos painéis de mosaico criados pelos participantes do Ateliê e inspirados no conto “Barba-Azul”, dos irmãos Grimm. As crianças acompanharam a instalação da plaquinha com informações sobre a obra e os autores e comemoraram com suco e bolo. A educadora Fúlvia Marchezi ainda mostrou vídeos de obras famosas feitas com mosaico: o Parque Güell, de Antoni Gaudí, o Jardim do Tarô, de Niki de Saint Phalle, e a Casa de Pedra, de Estevão Silva Conceição (conhecido como Gaudí Brasileiro).

Mosaicos no Ateliê-Escola e em obras famosas no mundo todo

No Ateliê Arte para Todos, do Ateliê-Escola, os participantes criam um grande painel de mosaico para instalar em uma das paredes da escola. Normalmente, a atividade é o primeiro contato de muitas das crianças com esse tipo de arte – e a educadora Fúlvia Marchezi conta que elas ficam encantadas ao quebrar os azulejos e juntar as pecinhas para formar o desenho! Para que todos percebam como a técnica é antiga e usada no mundo todo, Fúlvia mostra vídeos de obras grandiosas com mosaico feitas por três artistas: Antoni Gaudí, Niki de Saint Phalle e Estevão Silva Conceição, mais conhecido como Gaudí Brasileiro.

Neste semestre, os vídeos sobre os artistas serão apresentados depois que o mosaico estiver pronto. A ideia é que os pequenos entendam como a técnica funciona para depois identificar o trabalho que fizeram com as obras dos artistas. Ficou curioso para conhecer essas grandes obras? Confira nos vídeos a seguir.

Parque Güell – Antoni Gaudí

A natureza era uma das inspirações desse arquiteto espanhol. Por isso, muitas das construções de Gaudí são cheias de curvas, cores e texturas diferentes, com muitos detalhes feitos em mosaico. Essas características estão em uma de suas obras mais importantes: o Parque Güell, que fica em Barcelona, na Espanha. É um dos pontos turísticos mais famosos da cidade, com construções nas mais diversas formas e repletas de mosaicos coloridos.

Jardim do Tarô – Niki de Saint Phalle

O Parque Güell inspirou a artista francesa Niki de Saint Phalle a criar as 22 esculturas que fazem parte do Jardim do Tarô, em Toscana, na Itália. São esculturas gigantes, com cerca de 15 metros de altura, cada uma representando uma carta do tarô. Niki montou pecinha por pecinha dessas esculturas cobertas por mosaicos de cerâmica, vidro e pedras, e não foi um trabalho simples – ela levou 17 anos para terminar!

Casa de Pedra – Estevão Silva Conceição (Gaudí Brasileiro)

Louças, pedaços de cerâmica, pedras, óculos, moedas, bonecos… Esses e muitos outros objetos diferentes formam um grande mosaico nas paredes da Casa de Pedra, em São Paulo. É a casa do jardineiro Estevão Silva Conceição, que ficou conhecido como Gaudí Brasileiro. Ele nunca tinha ouvido falar de Gaudí quando começou a construir sua casa na favela de Paraisópolis. Foi a partir de comentários de turistas que Estevão descobriu as semelhanças com as construções do arquiteto. Ele ficou tão conhecido, que recebeu um convite da Fundação Gaudí para conhecer as obras do artista em Barcelona!

Vernissages para a instalação dos mosaicos nas paredes das escolas

O pessoal do Ateliê Arte para Todos, do Ateliê-Escola, inaugurou os mosaicos inspirados na fábula “Rumpelstilzchen” da mesma maneira que os artistas fazem: com uma vernissage, que é um evento organizado para inaugurar uma exposição de arte. As crianças comemoraram a instalação dos mosaicos da história dos irmãos Grimm com bolo e refrigerante. Além disso, acompanharam a colocação da plaquinha com as informações sobre a obra, incluindo os créditos para todas as turmas que participaram da montagem!

Veja como foram as vernissages das três escolas participantes: EE Professora Amélia Moncon Ramponi (18 de junho), EMEF Professor Laerte Ramos de Carvalho (19 de junho) e EMEF Doutor Antônio Carlos de Abreu Sodré (22 de junho).

Mosaicos coloridos inspirados em contos dos irmãos Grimm

Duas fábulas dos irmãos Grimm são os temas dos mosaicos deste semestre no Ateliê Arte para Todos, do Ateliê-Escola! Talvez você não saiba quem foram Jacob e Wilhelm Grimm, mas com certeza já ouviu alguns dos contos mais famosos que eles já publicaram. “Rapunzel”, “João e Maria” e “Branca de Neve” são algumas das histórias que ficaram conhecidas no mundo todo com o livro “Contos Maravilhosos Infantis e Domésticos”, que os irmãos Grimm lançaram em 1812.

Os participantes do ateliê já conheceram uma dessas fábulas: “Rumpelstilzchen”. A educadora Fúlvia Marchezi foi quem contou a história, e depois pediu para a turma recontá-la em conjunto. A próxima tarefa foi ilustrá-la no papel. O desenho foi ampliado em um painel de madeira e as crianças colaram pedacinhos de azulejo coloridos para fazer um mosaico.

Na EMEF Professor Laerte Ramos de Carvalho e na EMEF Doutor Antônio Carlos de Abreu Sodré, as crianças estão finalizando o trabalho. Já a turma da EE Amélia Moncon Ramponi terminou seu mosaico de Rumpelstilzchen e está fazendo outras peças para deixar o painel ainda mais bonito. Olha só abaixo como está ficando legal! O próximo conto dos irmãos Grimm a ser apresentado às crianças será “Bom jogo de boliche e de cartas”.

Ateliê-Escola leva arte às paredes das escolas e maracatu para as ruas

O Ateliê Arte para Todos e o Ateliê Som e Movimento levaram as artes plásticas e a música para dentro e fora das escolas!

Ao longo deste ano, as turmas do Ateliê Arte para Todos criaram produtos diferentes sob a orientação dos educadores Fúlvia Marchezi e Renato Izabella. Um deles foram os pôsteres lambe-lambe. Cada criança teve sua foto impressa em preto e branco e ampliada em um papel A3. Depois, foram convidadas a pintá-las da maneira que quisessem. O resultado final foi um grande mural em cada escola feito com a técnica do lambe-lambe, que usa cola diluída em água para grudar os pôsteres na parede. Cinco escolas foram decoradas com esses pôsteres: EE Professora Amélia Moncon Ramponi, EMEF Professora Maria Lúcia dos Santos, EMEF Alferes Tiradentes, EMEF Carlos de Andrade Rizzini e EMEF João Gualberto do Amaral Carvalho.

Os participantes do ateliê na EE Professora Amélia Moncon Ramponi e na EMEF Dr. Antônio Carlos de Abreu Sodré fizeram máscaras usando argila e papel machê. Eles observaram todos os detalhes de seus rostos para fazer moldes de argila, que foram cobertos com papel machê e coloridos com tinta látex, para serem expostos nas paredes das escolas. A EMEF Professor Laerte Ramos Carvalho e a EE Professora Amélia Moncon Ramponi ganharam outra instalação artística: painéis de mosaico. As crianças conheceram as técnicas de divisão, enumeração e contagem das pecinhas de azulejo para montar os painéis de mosaico dos desenhos que escolheram.

 

E o Ateliê Som e Movimento apresentou para os participantes as origens os instrumentos e o ritmo do maracatu! A educadora Mônica Santos ensaiou diversos toques e toadas com as crianças da EMEF Alferes Tiradentes e da EMEF João Gualberto do Amaral Carvalho. As duas escolas se juntaram para fazer uma apresentação pelas ruas no entorno da EMEF João Gualberto, e toda a comunidade pode assistir! A turma da EMEF Alferes Tiradentes também se apresentou no fechamento da Mostra Cultural da escola.