Arquivos do Blog

MP no Ar: reportagens para “Abre-te Cérebro!”

Os participantes do Ateliê Matéria-Prima no Ar, do Matéria-Prima Itapevi, e a educadora Renata Melo conheceram o Planetário Professor Aristóteles Orsini, no Parque Ibirapuera, e o Instituto Chão. O intuito das visitas, realizadas nos dias 13 e 31 de agosto, foi produzir reportagens para a próxima edição da revista eletrônica “Abre-te Cérebro!”.

Sábado dedicado ao maracatu com o Ateliê Som e Movimento – Percussão

No Ateliê-Escola, 22 participantes do Ateliê Som e Movimento – Percussão das EMEFs João Gualberto do Amaral Carvalho e Alferes Tiradentes se juntaram para um sábado diferente! A educadora Mônica Santos, os assistentes Fábio Barros, Robson Pessoa e Taiane Ladislau e a professora Cida Santos, da EMEF João Gualberto, acompanharam as turmas no dia 14 de novembro em visitas ao Museu Afro Brasil, no Parque Ibirapuera, e a uma oficina de maracatu na EE Professor Antônio Alves Cruz.

A manhã foi dedicada a conhecer o museu. Foi uma oportunidade para a meninada ver de perto diversos elementos que originaram e que compõem o maracatu, desde a história dos homens e mulheres negros trazidos da África como escravos até instrumentos, vestimentas, estandartes e muito mais. Eles também conferiram duas exposições em cartaz no museu: “Do pó da Terra”, que reúne fotos tiradas por Mauricio Nahas de artistas do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais; e “Carolina em Nós”, uma homenagem à escritora, poetisa e sambista Carolina Maria de Jesus.

Em seguida, o pessoal se deliciou com um piquenique no Parque Ibirapuera! Eles comeram lanches e frutas e fizeram algumas brincadeiras para integrar o grupo. A próxima parada foi na EE Professor Antônio Alves Cruz, onde as crianças acompanharam uma parte do ensaio do grupo de maracatu Bloco de Pedra. Depois foi a vez da turma da EMEF João Gualberto fazer uma apresentação! O dia foi encerrado com a Oficina de Maracatu, que o grupo Bloco de Pedra promove todo sábado por meio do Projeto Calo na Mão. Junto com outros participantes, os meninos e meninas do Ateliê cantaram, tocaram, dançaram e se divertiram bastante!

Domingo com capoeira no Parque Ibirapuera para as crianças do MP Itapevi

A manhã do dia 3 de maio foi de muita diversão para o pessoal do Ateliê Capoeira, do Matéria-Prima Itapevi! O educador Edson Santos levou a criançada para o Encontro Regional de Capoeira, que é organizado pela associação ABADÁ-CAPOEIRA (da qual Edson também faz parte) e acontece todo primeiro domingo do mês no Parque Ibirapuera, em São Paulo. É um encontro de capoeiristas da associação da região Sudeste para praticar técnicas e trocar experiências.

E as crianças também tiveram vez nesse evento! Os participantes do Ateliê Capoeira se juntaram aos outros pequenos que estavam por lá e fizeram um aquecimento. Em seguida, foi feita uma grande roda de capoeira só com a garotada, que gingou, brincou e se divertiu bastante. Olha só quantas crianças participaram desse momento tão bacana!

Origens do maracatu no Museu Afro Brasil

O som do maracatu já é bastante familiar aos participantes do Ateliê Som e Movimento do Ateliê-Escola. Nos dias 3 e 4 de setembro, foi a vez deles descobrirem as origens desse ritmo em um passeio ao Museu Afro Brasil, no Parque Ibirapuera.

A educadora Mônica Santos guiou os alunos das EMEFs Alferes Tiradentes e João Gualberto do Amaral Carvalho pelos espaços do museu. Ela explicou que o maracatu é um ritmo brasileiro, mas com influências da cultura trazida pelos negros vindos da África. A garotada se surpreendeu ao ver partes de um navio negreiro, imagens e objetos da época da escravidão.

Deu para perceber muitas relações entre elementos culturais e religiosos dos diferentes povos da África e os do maracatu, incluindo a tradição do cortejo e o uso do pálio (um tipo de guarda-sol que protege o rei). Em um espaço dedicado a manifestações artísticas afro-brasileiras, os alunos viram exemplos de vestimentas, instrumentos, estandartes e calungas (boneca que é um dos principais elementos do cortejo) do maracatu. Também aprenderam as diferenças entre o maracatu de baque virado (que praticam no ateliê) e o maracatu rural.

O passeio terminou com outro assunto que todos adoram: futebol. Eles conferiram a exposição “O Negro no Futebol Brasileiro – A Arte e os Artistas”, uma homenagem à presença e à grande importância dos jogadores de futebol negros no Brasil.

Atividades de maio agitam a rotina do Matéria-Prima Itapevi

Os participantes do Matéria-Prima Itapevi fizeram várias atividades diferentes no mês de maio, nos dias 4, 10, 26 e 28. Teve encontro de capoeira, maracatu e até interação com surdos e mudos!

Em 4 de maio, o pessoal do Ateliê de Capoeira levantou bem cedinho para participar do Encontro Nacional de Capoeira, no Parque Ibirapuera. Este encontro acontece em todo o primeiro domingo do mês todos os capoeiristas da região Sudeste se reúnem para trocar experiências e aprimorar suas técnicas. Desta vez, foram os pequenos que participaram da roda de capoeira e aprenderam muito! A atividade foi acompanhada pelo educador Edson Santos, que faz parte do grupo de capoeira Abadá.

Cerca de 22 crianças compareceram ao evento e se enturmaram com outras turmas de capoeira. Eles fizeram um superaquecimento e já partiram para a roda, composta somente por crianças. Foi uma coisa linda de se ver!

No dia 10 de maio foi a vez dos pequenos do Ateliê de Percussão participarem de atividades externas. Eles foram ao 1º Encontro de Maracatu da Fábrica de Cultura do Jardim São Luís, em São Paulo. Os pequenos interagiram com outros grupos de maracatu e conheceram os blocos Arrastão do Beco, Mucambos de Raiz Nagô, Maracatu Jundiaí e Caracaxá.

Durante o encontro, cerca de 50 meninos e meninas prestigiaram os blocos e aprenderam mais sobre os diferentes ritmos do maracatu. Eles se juntaram aos blocos para dançar e tiveram a oportunidade de conhecer um espaço diferente de vivência musical.

Já nos dias 26 e 28 de maio, a galera do Ateliê de Libras foi até a Quitanda Zacarias e Família, muito frequentada por surdos. Durante a visita, os meninos e meninas se comunicaram com as pessoas que trabalham na quitanda, e ainda ajudaram alguns clientes, colocando em prática o conhecimento aprendido no Ateliê.

A atividade foi acompanhada pela educadora Alice Paiva. As crianças também aprenderam a falar alguns nomes de frutas, verduras e legumes em Libras. Cerca de 30 crianças participaram da atividade.

Matéria-Prima participa da Semana Mundial do Brincar

image007Desde o dia 26 de maio, as crianças do Ateliê Jogos e Brincadeiras do Matéria-Prima São Paulo e Itapevi estão se jogando em brincadeiras como peão, bambolê, peteca, bola de sabão. Eles participam da “Semana Mundial do Brincar”, uma maratona de jogos que está na 5ª edição e é uma iniciativa da rede Aliança pela Infância e pelo Brincar. O pessoal do Matéria-Prima faz parte do evento pela primeira vez, e seguirá com as brincadeiras até o dia 31 de maio.

O MPSP e o pessoal de Itapevi farão brincadeiras na parte externa das unidades, em praças próximas do local. Caso a chuva apareça, a programação será transferida para a parte interna do Matéria-Prima. No dia 31, as turmas do Ateliê Jogos e Brincadeiras de São Paulo e Itapevi vão se juntar para participar de uma programação superespecial no Parque Ibirapuera, regada a oficinas e brincadeiras espalhadas pelo local.

No dia 26, a turma do Matéria-Prima Itapevi participou de brincadeiras na Praça João Moneyour, que fica perto da unidade. Eles brincaram de corda, peteca, peão, bola de sabão, bambolê e vai-e-vem. A maratona continua nos dias seguintes, no mesmo horário, com mais brincadeiras abertas a convidados. Dia 31 as crianças vão para o Parque Ibirapuera bem cedinho, às 8h30. Todas as atividades estão sendo acompanhadas pelas educadoras Mayra e Tabata.

DSCF0552Também teve brincadeiras do Matéria-Prima São Paulo no dia 26 de maio, na Praça Tuney Arantes. Os pequenos do Ateliê receberam a companhia de convidados para participar das brincadeiras: corda, peteca, peão, bola de sabão, bambolê, futebol e roda. No dia 31 de maio, as meninas e meninos vão para o parque Ibirapuera às 9h30. Todas as atividades foram acompanhadas pela educadora Luana junto com a equipe do MPSP, que também estarão presentes no último dia da Semana Mundial do Brincar.

A Aliança pela Infância e pelo Brincar é uma rede mundial que reforça a infância por meio de atividades e foi fundada no Brasil em 2001. A organização criou a Semana Mundial do Brincar em 2009, com o objetivo de estimular em crianças a valorização do brincar. Eles reúnem diferentes institutos e escolas do Brasil, todos os anos na última semana de maio, para inventar e praticar inúmeras brincadeiras – e os adultos estão convidados!