Arquivos do Blog

Chico, Caetano, Caymmi, Tom Jobim, Luiz Gonzaga e muito mais!

As aulas do Ateliê Canto em Grupo nesse semestre estão sendo embaladas pelos maiores nomes da nossa música popular!

Para as turmas do 3º ano, foram escolhidas canções que exploram a diversidade dos gêneros musicais, como um convite para descobrir novos compositores e ritmos brasileiros. Veja o repertório:

• “Canto do povo de algum lugar” – Caetano Veloso
• “Minha canção” – Chico Buarque
• “Lá vem a macacada” – Ruth Rocha
• “Maracangalha” – Dorival Caymmi
• “Catira de passarinho” – Silvio Pan
• “A lagartixa que queria ser Jacaré” – Ednir F. Souza/Izomar Guilherme

Já o pessoal do 4º ano vai explorar nossas raízes sonoras. O repertório tem canções em formato pot-pourri, que trazem elementos musicais e gêneros que fazem parte da identidade brasileira. As músicas escolhidas foram pensadas levando em conta as culturas indígena, africana e portuguesa.

• “Canto do Povo de algum lugar” – Caetano Veloso
• “Minha canção” – Chico Buarque
SAMBA:
• “Maricotinha” – Dorival Caymmi
• “Garota de Ipanema” – Tom Jobim
• “A Rã” – João Donato/Caetano Veloso
BAIÃO E XOTE:
• “Olha pro Céu” – Luiz Gonzaga
• “Xote das Meninas” – Luiz Gongaza
COCO
• “Baianá” – domínio público
• “Senhora Dona da Casa” – tradicional congada

Este slideshow necessita de JavaScript.

Apresentações sacodem as escolas!

No mês de maio, o Ateliê Som e Movimento levou apresentações de maracatu para os recreios das EMEFs Carlos de Andrade Rizzini, João Gualberto A. Carvalho, Laerte Ramos Carvalho e Prof. Maria Lúcia dos Santos.

O objetivo era convidar os estudantes para participar das atividades desenvolvidas no Ateliê-Escola, durante o contraturno. Os ateliês acontecem entre 12h e 13h30 para 120 alunos do ensino fundamental nas dependências das unidades escolares e em parceria com o Programa Ampliar, da Secretaria Municipal de Educação. “O objetivo é iniciar as crianças no mundo da música por meio das brincadeiras populares, por isso escolhemos o Maracatu de Baque Virado”, explica Mônica Santos, educadora do Ateliê-Escola.

A iniciativa conta também com a parceria do Projeto Calo na Mão, que forneceu instrumentos musicais para as aulas. “Emprestamos 12 tambores e estamos construindo mais 12, menores e mais leves, especialmente para as crianças. Queremos acompanhar o desenvolvimento das atividades, e é também um pedacinho da gente nas escolas”, conta Luis Gustavo Silviano coordenador do Calo na Mão.

Confiram notícias sobre as apresentações publicadas nos blogs da EMEF Prof. Maria Lúcia dos Santos e EMEF Laerte Ramos de Carvalho.