Arquivos do Blog

Visitas culturais do MP no Ar e do MP Encena

Mais duas visitas realizadas pelo Ateliê Matéria-Prima no Ar serão temas de matérias na revista eletrônica “Abre-te Cérebro”: a 32ª Bienal de São Paulo, em 14 de setembro, e o CineSesc, em 18 de setembro. A educadora Renata Melo também levou os participantes do Ateliê Matéria-Prima Encena ao teatro do Sesc Santo Amaro para assistir à peça “A famosa invasão dos ursos na Sicília”, no dia 22 de setembro.

Anúncios

MP Encena: teatro de bonecos com fantoches de materiais recicláveis

Depois do sucesso da turnê de teatro de sombras no ano passado, o Ateliê Matéria-Prima Encena traz o teatro de bonecos para o Matéria-Prima Itapevi. Além de encenar duas peças, as crianças estão envolvidas em todas as etapas da produção, incluindo a criação dos fantoches que serão usados, feitos de materiais recicláveis.

Primeiro, a educadora Renata Melo apresentou algumas peças ao pessoal e pediu para que eles escolhessem duas para encenar. As histórias selecionadas foram “Três velhas tecelãs”, sobre uma jovem que ganha a ajuda de três senhoras para resolver um desafio do rei; e “Histórias dos tempos de calor e frio”, inspirada em uma lenda da Grécia Antiga que conta como surgiram as estações quentes e frias do ano.

Os personagens das histórias foram divididos entre as crianças para que elas pensassem e desenhassem um projeto de como seriam seus fantoches. Renata combinou com os participantes do Ateliê de trazer os materiais recicláveis de casa, e todo mundo colaborou! Agora a turma está confeccionando os bonecos, que são feitos assim: o corpo é de garrafa PET, coberto por fita crepe. O fantoche recebe olhos, orelhas, boca e outras partes do corpo feitas com bolinhas de jornal e coladas com fita crepe. Depois, tudo é coberto com filtro de café de papel e pintado.

No final do primeiro semestre, a turma irá ensinar os pais e idosos de um centro de convivência a fazer seus bonecos também. O segundo semestre será dedicado aos ensaios para as apresentações de final de ano. Para completar, os fantoches serão doados a algumas escolas de Itapevi.

MP Encena: preparação especial para a primeira apresentação do ano

Os integrantes do Ateliê Matéria-Prima Encena, do Matéria-Prima Itapevi, fizeram sua primeira apresentação do ano! Eles foram convidados pela CEMEB Santa Paula Elisabete Cerioli para apresentar uma peça teatral na comemoração do Dia das Crianças que a escola organizou em 6 de outubro. E a preparação para este espetáculo contou com uma experiência especial.

No dia 16 de agosto as crianças visitaram o Sesc Osasco para assistir à peça “Na sombra da cerejeira”. O espetáculo apresenta histórias da cultura japonesa misturando atores reais, bonecos e teatro de sombras. Depois que a peça terminou, a meninada teve a oportunidade de conhecer os bastidores e conversar com os atores para entender as técnicas usadas no palco.

A história escolhida pelo pessoal do Ateliê para montar seu próprio espetáculo foi “O Pote Vazio”, da autora norte-americana Demi. É a história de um menino chinês chamado Ping, que se esforça para cumprir um desafio que o imperador fez a todas as crianças do reino. As crianças e professores da CEMEB Santa Paula Elisabete Cerioli adoraram a peça e se divertiram com a apresentação!

Repertório variado de histórias para as crianças do Ateliê-Escola explorarem

A criançada do Ateliê-Escola vai conhecer diversos tipos de contos no Ateliê Era Uma Vez… desse ano! O educador Márcio Maracajá escolheu um repertório bem variado: tem contos populares brasileiros e de outros países, fábulas e histórias de terror.

“O príncipe corajoso”, por exemplo, é uma história tradicional da Etiópia que mostra os truques de um príncipe covarde para convencer o reino de que é valente. Já “Pelo figo da figueira” é um conto de terror, com uma madrasta malvada que quer dar um jeito de se livrar de sua enteada. “Maria Angula”, “Os brinquinhos de Maria”, “O príncipe e o lobo” e “Três desejos” são algumas das outras histórias que Márcio vai contar aos participantes do ateliê.

No começo, a turma vai ouvir os contos e explorar todos os elementos que compõem a narrativa, como os heróis, os vilões, o cenário, o narrador… Tudo isso vai ser registrado com anotações. Depois, eles vão escolher uma história e cada um vai desenhar um momento dela, recontando-a com as ilustrações. Esses desenhos serão reunidos em um livro feito pela garotada para levar para casa.

Os participantes também terão um outro momento para contar história. Eles vão selecionar mais um conto e preparar uma encenação para outra turma da escola. E poderá ser do jeito que preferirem: com as crianças atuando como os personagens, usando bonecos, objetos ou o que mais vier na imaginação!

Oficina para criar e conhecer as técnicas do teatro de bonecos

Neste ano, os participantes do Ateliê Matéria-Prima Encena, do Matéria-Prima Itapevi, vão criar seus próprios bonecos para fazer um teatro de sombras. E no dia 24 de março eles participaram de uma oficina na Cia. Bonecos Urbanos que tem tudo a ver com o tema: criação de bonecos. Um dos fundadores dessa companhia de teatro de bonecos e teatro de rua, Eduardo Alves, conversou com a turma sobre a história e a origem do teatro, tipos de bonecos e técnicas de manipulação.

Eduardo é um ator-bonequeiro, que é o ator que manipula bonecos. Além do teatro, ele também atuou em programas de TV como “Cocoricó” e “Que monstro te mordeu?”, da TV Cultura. O ator mostrou às crianças os bonecos de seu acervo, dos mais diversos tipos – fantoches, marionetes, marotes (aqueles que são manipulados por uma vara vertical), entre outros – e contou como eles foram confeccionados. Depois, Eduardo ajudou a garotada a construir bonecos com materiais recicláveis!

Encerramentos no Ateliê-Escola com teatro, trocas de mudas e campeonatos

As atividades do Ateliê-Escola de 2014 chegaram ao fim! E os participantes encerraram o ano com apresentações, instalações e brincadeiras muito bacanas. Veja só o que aconteceu em alguns dos ateliês.

As crianças do Ateliê Era Uma Vez… na EMEF Carlos Andrade Rizzini e na EMEF João Gualberto do Amaral Carvalho conheceram os elementos da narrativa – herói, anti-herói, narrador, vilão, cenário, objeto mágico, entre outros – por meio de cinco histórias. O educador Márcio Maracajá também realizou exercícios teatrais com as turmas sobre essas histórias, nos quais elas puderam recriar os enredos. No final, os participantes prepararam uma apresentação teatral de uma história que eles mesmos criaram e convidaram outras turmas da escola para assistir.

 

Depois de conhecer técnicas para a plantação de mudas e revitalização dos canteiros, os participantes do Viveiro Escola organizaram Feiras de Troca de Mudas! Na EMEF Alferes Tiradentes, dava para trocar sementes por adubo, mudas por um passeio no viveiro e assim por diante. Quatro turmas convidadas e funcionários da escola também participaram dessa Feira, que teve a orientação do educador Bruno Helvécio. Já na EMEFM Professor Linneu Prestes havia vários cantinhos oferecendo coisas diferentes para trocar, como chás, plantio de mudas, salada de frutas e até curiosidades. O educador Pedro Massella foi quem orientou as turmas dessa escola.

 

No Ateliê Jogos e Brincadeiras, as turmas da EMEF Dr. Carlos de Abreu Sodré, da EE Professora Amélia Moncon Ramponi, da EMEF Alferes Tiradentes e da EMEF Maria Lúcia dos Santos criaram acordos de cooperação para todo mundo ter uma boa convivência durante os ateliês e conheceram jogos e brincadeiras bem divertidos: Corrida das Linhas, bolinha de gude, Formação Geométrica, Caçando Reciclagem, Verdade ou Mentira e Corrida de Pô. Para saber se a criançada ficou por dentro de cada um deles, a educadora Luana Batista organizou campeonatos em forma de quiz. As equipes vencedoras ganharam medalhas – e quem errasse as perguntas levava uma torta na cara!