Arquivos do Blog

Dia de atividades no zoológico

No dia 13 de outubro, os participantes do Ateliê de Linguagem, do Matéria-Prima Itapevi, visitaram o Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros, em Sorocaba (SP). O objetivo foi observar os animais para fazer desenhos e registros. As crianças vão compor fichas técnicas dos bichos e realizar um debate sobre as condições dos animais no zoológico. Os desenhos também foram utilizados no Ateliê Arte na Cidade.

Tiago Camilo conhece o MP Itapevi

O judoca Tiago Camilo, duas vezes medalhista nos Jogos Olímpicos, visitou o Matéria-Prima Itapevi no dia 11 de outubro. Tiago acompanhou o ensaio da peça do Ateliê Matéria-Prima Encena, visitou o Ateliê Arte na Cidade e assistiu a uma apresentação do Ateliê Canto em Grupo, além de participar de um bate-papo com as crianças.

Matéria-Prima Itapevi recebe a visita de pais e moradores da comunidade

Cerca de 30 pessoas participaram do Dia do MP, realizado em 23 de outubro. Foi um dia dedicado a apresentar o trabalho do Matéria-Prima Itapevi a pais e moradores da comunidade. As crianças do MP Itapevi ajudaram na divulgação do evento, com a entrega de convites na vizinhança da sede.

Os visitantes puderam escolher entre dois períodos do dia para participar: de manhã e à tarde. A programação nos dois horários foi voltada ao Ateliê de Percussão. Os pais e moradores participaram de uma oficina para conhecer mais sobre o maracatu e os instrumentos utilizados. A educadora Simone Medeiros e os integrantes do Ateliê convidaram todo mundo para tocar e dançar!

Depois foi a vez da garotada fazer uma linda apresentação para os visitantes. Para finalizar o dia, pais e moradores saborearam um lanche junto com as crianças do MP Itapevi.

Pinturas, desenhos e autorretratos em uma visita à exposição de Frida Kahlo

Os participantes dos Ateliês Arte na Cidade e Matéria-Prima no Ar, do Matéria-Prima Itapevi, foram ao Instituto Tomie Ohtake para visitar a exposição “Frida Kahlo: conexões entre mulheres surrealistas no México”. A visita aconteceu nos dias 13 e 14 de outubro e foi acompanhada pelas educadoras Fúlvia Marchezi e Renata Melo.

A exposição apresenta mais de 30 pinturas e desenhos da artista mexicana, além de obras de artistas que tiveram alguma ligação com ela. As obras de Frida, que viveu de 1907 a 1954, mostram a visão que ela tinha do mundo, e representam sua vida, seus sentimentos e seus pensamentos. Ela pintou diversos autorretratos, nos quais aparecia de várias maneiras e com significados diferentes.

A garotada do Ateliê Arte na Cidade já tinha conhecido alguns autorretratos de Frida no primeiro semestre, e agora pode ver de pertinho seis dessas pinturas. A artista foi uma das referências que Fúlvia apresentou para os participantes do Ateliê, que também fizeram seus próprios autorretratos.

A visita à exposição será tema de uma reportagem na 6ª edição da revista eletrônica “Abre-te Cérebro!”, feita pelo pessoal do Ateliê Matéria-Prima no Ar. Fique de olho no blog para conferir a edição, que será publicada em novembro!

Ateliê-Escola oferece formação sobre horta escolar a professores

Nos dias 30 de setembro e 1 e 3 de outubro, o Ateliê-Escola promoveu uma formação para professores da rede pública de São Paulo (SP) sobre horta escolar. O objetivo foi mostrar aos educadores a importância de criar uma horta na escola, apresentar alternativas de cultivo e atividades de educação ambiental e esclarecer dúvidas sobre o assunto. A bióloga e permacultora Flávia Cremonesi conduziu a formação.

Os primeiros dois encontros aconteceram na sede do Matéria-Prima São Paulo. Flávia falou sobre os quatro elementos que compõem a natureza (água, terra, ar e fogo) e sua relação com os espaços de cultivo; mostrou diferentes tipos de horta que podem ser construídas nas escolas e por que elas são um espaço de educação ambiental; e sugeriu atividades e brincadeiras que podem ser feitas na horta relacionadas às matérias escolares.

Outro assunto bem interessante foi o consumo de alimentos livres de agrotóxicos. É um tema importante para as escolas municipais de São Paulo, já que este ano foi aprovada uma lei que obriga as escolas a incluir alimentos orgânicos ou de base agroecológica (que não utiliza agrotóxicos e outras substâncias que prejudicam o meio ambiente) na merenda. Os professores foram bastante participativos na formação, tirando dúvidas, fazendo comentários e compartilhando suas experiências com hortas.

O terceiro encontro foi uma visita ao viveiro da EMEF Alferes Tiradentes, mantido em parceria com o Viveiro Escola, do Ateliê-Escola. Flávia apresentou o espaço e todos os componentes do viveiro aos professores. Para mostrar que dá para criar uma horta em espaços de qualquer tamanho, a bióloga fez junto com os professores uma horta em caixotes e uma sementeira. Todos ajudaram a preparar a terra, montar os caixotes e plantar as sementes e mudas! O dia terminou com uma confraternização, que incluiu um guacamole feito na hora por Flávia e pelos participantes, torradinhas e lanches.

“Achei uma iniciativa muito bacana, principalmente a aula prática”, comentou a professora Cláudia Regina Moura da Silva, uma das participantes. Sua turma da Educação Infantil da EMEI Aurélio Buarque de Holanda Ferreira já fez um canteiro com garrafas PET. Agora, Cláudia pretende incentivar a escola toda a se envolver em um projeto de horta. “Já indiquei a formação para outras professoras da escola. Flávia disse que é importante que a horta seja um projeto da escola, e não de um professor só, e é isso que eu espero passar para eles”, conta.

Todos os professores que participaram receberam um link de acesso a materiais sobre horta e permacultura para baixar gratuitamente. Ficou com vontade de participar? Então não perca a segunda formação, que acontece nos dias 21 e 22 outubro das 19h às 21h e no dia 24 de outubro das 9h às 13h. As inscrições são gratuitas e já estão abertas para professores da rede pública. Para mais informações, envie um e-mail para taiane@lfdb.com.br.

Viveiro Escola como espaço de formação

O viveiro da EMEF Alferes Tiradentes se transformou em um espaço de formação, que serve até de modelo para outras escolas! Além dos participantes da formação, o espaço também recebeu a visita de educadores e alunos da EMEF João Gualberto do Amaral Carvalho. É que a professora Sandra Dutra está implementando uma horta na escola, e quis conhecer o viveiro do Alferes junto com a coordenadora Christiane Zuchetti no dia 9 de setembro. Elas gostaram tanto do espaço, que levaram os alunos do 4º ano B para conhecê-lo também no dia 24 de setembro! O educador Bruno Helvécio apresentou o viveiro, e depois as crianças acompanharam as atividades de uma das turmas do Viveiro Escola.

Matéria-Prima no Ar: por dentro da robótica e dos efeitos em 3D

A produção da próxima edição da revista eletrônica “Abre-te Cérebro!” está a todo vapor! Em setembro, as crianças do Ateliê Matéria-Prima no Ar, do Matéria-Prima Itapevi, fizeram visitas bem legais para duas matérias da revista, acompanhadas pela educadora Renata Melo.

A primeira matéria fala de robótica. Os participantes do Ateliê já tinham pesquisado bastante sobre o assunto, mas queriam saber como é o processo de montar os robôs. No dia 2 eles puderam ver essa montagem de perto em uma visita à oficina de robótica do Centro Cultural e Profissionalizante do programa social Jaguaré Caminhos, mantido pela Congregação de Santa Cruz em São Paulo. É uma oficina voltada para adolescentes e jovens da comunidade do Jaguaré, que inclusive participam de campeonatos de robótica.

O pessoal do Ateliê acompanhou com bastante atenção a montagem dos robôs com kits da LEGO e descobriram que envolve um monte de coisas, como cálculos matemáticos e trabalho em equipe. Depois eles fizeram um bate-papo com os alunos e o professor da oficina para trocar experiências: os alunos falaram do dia a dia na oficina e as crianças do MP Itapevi contaram o que fazem no Ateliê.

Para a segunda matéria, sobre efeitos 3D, a meninada foi no dia 30 a uma das maiores produtoras de filmes do Brasil, a O2 Filmes. Essa produtora é responsável por milhares de propagandas, filmes, séries de TV, animações e outros trabalhos, como os famosos filmes “Cidade de Deus”, “Ensaio sobre a cegueira” e “Antônia”. As crianças adoraram conhecer os diferentes espaços do escritório em São Paulo, incluindo os locais de testes e gravações e as ilhas de edição do setor de 3D.

Durante a visita elas entrevistaram Rafael Fortes, produtor executivo da O2, e Ricardo Bardal, supervisor de efeitos especiais da produtora. Eles explicaram que os efeitos 3D são feitos a partir da computação gráfica e que podem ser usados de diversas formas além daquelas que a gente vê no cinema. Rafael e Ricardo também falaram de trabalhos que estão em produção na O2 e mostraram alguns vídeos para a garotada.

Você poderá conferir essas e outras matérias na 6ª edição da revista “Abre-te Cérebro!”, que será publicada em novembro. Acompanhe aqui no blog!